14 de Março!!!!

terça-feira, março 14, 2017



A decisão está tomada, e já podem ver os resultados. Guardem convosco este link: iconicapt.blogspot.pt

Loading...

quinta-feira, fevereiro 23, 2017


O futuro deste blog (incluindo a sua existência) está em processo de reflexão e, posteriormente, de decisão. Os resultados serão devidamente anunciados!
(não se espantem se o blog estiver fechado nos próximos dias)

Leio logo existo

LEIO, LOGO EXISTO : Polémica "Valter Hugo Mãe"

sábado, janeiro 28, 2017


Nada como uma boa "polémica" para me fazer voltar cá, correto? Então, um passarinho contou-me que os pais andam indignados com uma determinada obra de Valter Hugo Mãe, que está no Plano Nacional de Leitura e que os seus filhos, alunos de 8º ano, teriam de ler. Em causa estavam palavras ditas "fortes", como por exemplo esta citação:

"E a tua tia sabes de que tem cara, de puta, sabes o que é, uma mulher tão porca que fode com todos os homens e mesmo que tenha racha para foder deixar que lhe ponha a pila no cu."

Palavras fortes, concordo, mas serão realmente inadequadas a jovens (sim, jovens, não crianças!) entre 13/14 anos? Jovens esses que muito antes começam a dizer todo o tipo de palavrões e que sabem perfeitamente como são feitos os bebés e têm até uma noção geral da sociedade? Ou, se não sabem, já têm idade que chegue para o saber...

Hoje em dia vemos os "meninos" numa redoma, numa bolha super-protetora. "Não se bate porque os traumatiza", "não se berra porque os traumatiza", "não se põe ordens porque os traumatiza"... ups, esta última não se diz, só se pensa!

Mas será realmente cedo para que possam ler este tipo de palavras? Não acho. Acho até que é bem capaz de lhes despertar um certo interesse no livro, o facto de possivelmente ter uma escrita mais direta e mais "parecida" com a linguagem que usam.

Comecei a ler Lesley Pearse ainda antes de entrar no ensino Secundário, por isso teria uns 14 anos quando tal aconteceu. Lesley Pearse, escritora de romances catastróficos e com um certo teor sexual e, de vez em quando, bastante explicito por sinal. E, olhem só, cresci sem qualquer tipo de problema e sem qualquer trauma! Será preciso tanta indignação com um simples livro? Deixem as crianças crescer e lidar com a realidade, de uma vez por todas!

Leio logo existo

Leio, logo existo (72)

sexta-feira, setembro 23, 2016


"Mas os pais, refletiu ela, não eram os expoentes de perfeição que os seus filhos julgavam e esperavam que fossem. Eram seres humanos que geralmente faziam o melhor que podiam mas muitas vezes faziam as escolhas erradas."

Mary Ballogh, Ligeiramente Perverso
Sinopse aqui

Ana Zanatti

Leio, logo existo (71)

segunda-feira, setembro 12, 2016


"Não cabe aos filhos menores velarem pelo bem-estar psicológico dos pais mas sim o contrário. E se perguntarmos a psicólogos, os consultórios estão cheios de gente que inverteu os papéis, e agora sofre."

Ana Zanatti, O Sexo Inútil
Sinopse aqui