Leio, logo existo (44)

sexta-feira, outubro 09, 2015


"Ninguém é mais puta do que a morte e ninguém é mais filha da puta do que a vida: e assim, em menos de vinte palavras, se percebe qual das duas nasceu primeiro."

Pedro Chagas Freitas, in sexus veritas
Sinopse aqui

4 comentários