Leio, logo existo (46)

sexta-feira, novembro 13, 2015


"Hope recostou-se nas almofadas e recebeu a bebé nos braços. Esperara que o parto fosse um inferno, e andara perto. Mas nunca acreditara a sério que mal um bebé fosse depositado nos braços da mãe ela o amasse no mesmo instante. Mas nisso enganara-se, pois o sentimento que lhe cresceu no peito foi tão intenso que as lágrimas lhe correram pelas faces. Nunca em toda a sua vida nada fora tão bom, tão comovente como a visão daquele rostinho minúsculo."

Lesley Pearse, De Amor e Sangue
Sinopse aqui

5 comentários

  1. Depois vem para aqui fazer inveja :P Ainda não li esse, estou à espera do pai natal xD

    ResponderEliminar
  2. Um dia espero poder viver esse momento.

    ResponderEliminar
  3. Que excerto tão bonito, gostei mesmo muitoooo. Deixou-me a pensar nesse assunto que é o parto e como deve ser quando chegar a minha altura, regra geral é algo em que eu não penso, mas as vezes também nos faz bem pensar nestes temas.

    ResponderEliminar