Leio, logo existo (47)

segunda-feira, dezembro 14, 2015


"A expressão "amor desinteressado" é uma imbecilidade que só encontra paralelo ao nível da estupidez com a expressão "guerra santa". Acredito, até, que tenha sido o mesmo pateta a criar ambas. Se há amor não há desinteresse; se há guerra nada há de santo nisso."

Pedro Chagas Freitas, Eu Sou Deus
Sinopse aqui

3 comentários