Leio, logo existo (67)

terça-feira, junho 21, 2016


"O amor deve nascer da abundância e não da carência. O amor é uma fonte que jorra e não um sorvedouro."

Ana Zanatti, O Sexo Inútil
Sinopse aqui

1 comentários