Leio, logo existo (72)

sexta-feira, setembro 23, 2016


"Mas os pais, refletiu ela, não eram os expoentes de perfeição que os seus filhos julgavam e esperavam que fossem. Eram seres humanos que geralmente faziam o melhor que podiam mas muitas vezes faziam as escolhas erradas."

Mary Ballogh, Ligeiramente Perverso
Sinopse aqui

4 comentários

  1. Nem mais....
    http://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. É verdade
    Gostei muito da frase, para dizer a verdade.

    http://recomecar-mariana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar