UNIVERSIDADE : Organização

sexta-feira, julho 13, 2018


Neste momento, estou na fase de escrita do meu relatório de estágio (algo muito semelhante a uma tese/dissertação). Embora nesta altura esteja apenas focada nisso, ao longo do ano letivo as atenções foram divididas entre o estágio, o portefólio de estágio e ainda trabalhos de outras unidades curriculares, além dos trabalhos extra que me atribuo a mim mesma - como a elaboração de comunicações, a presença em encontros e formações, o apoio em atividades extra curriculares e ainda ajuda na correção de fichas de trabalho para dar aos alunos. Com uma agenda tão preenchida, uma pessoa é obrigada a ser organizada. Principalmente quando, além de tudo isto, ainda tenho um trabalho para ganhar algum dinheiro.

Eu nunca me vi como sendo uma pessoa organizada. Sei que sou responsável, que sou focada, mas organizada não era algo que eu usasse para me definir. Mas, ao longo deste ano letivo, tenho tido pessoas a gabar a minha capacidade de chegar a todo o lado, de fazer tudo e, acima de qualquer coisa, fazer bem! Porque fazer tudo, obviamente, não chega, e é preciso que as coisas fiquem bem feitas... menos do que isso, para mim, não serve.

Como as pessoas me vêem como um ser super organizado, pedem-me dicas. Perguntam como eu faço para ser tão disciplinada. Inicialmente, eu respondia que era a minha forma de ser, que não tinha grandes dicas a dar... até porque, como já disse, eu não me vejo como um ser organizado! Mas, com o passar do tempo, tenho dado por mim a ir dizendo métodos que vou utilizando, para não me desorientar no meio de tanto trabalho. Então, aqui seguem algumas pequenas coisas que eu faço... para mim, dão resultado! Mas não garanto que seja válido para toda a gente. Por isso, quem quiser deixar mais dicas, tem espaço aberto nos comentários.


Dica 1: Estabelecer datas!

Se não queres correr o risco de chegar perto da data de entrega de um trabalho e teres todo o trabalho por fazer, torna-se importante que estabeleças datas. Imaginando que o trabalho estará organizado por capítulos, podes definir datas para cada um dos capítulos. Convém que sejam datas bem pensadas e que realmente aches que vais conseguir cumprir. Não adianta te comprometeres a que esteja um capítulo pronto até amanhã, se à partida achas que é algo impossível.


Dica 2: Compromisso com alguém

Até eu tenho dificuldade em cumprir a dica número 1! Por esse motivo, torna-se necessária esta segunda dica que é: ter um compromisso com alguém. Quando o facto de marcarmos uma data connosco próprios não chega para a cumprirmos, temos de ter alguém que nos "obrigue" a levar essa data a sério. No meu caso, quando se trata do relatório de estágio que tenho de escrever, procuro marcar datas com a minha orientadora. Dizer-lhe que no dia x terei um certo capítulo escrito, ou que no dia y vou ter uma certa análise de dados feita. Assim, estabelecendo esse compromisso, será mais fácil não "aldrabar" a data marcada.


Dica 3: Post its

Considero que esta é das dicas que mais me tem ajudado neste ano tão decisivo da minha vida académica. Quem vai acompanhando o meu instagram, já deve ter visto algumas vezes esta dica posta em prática. Então, a base da dica passa por listar as coisas que ainda faltam fazer. Mas não basta escrever um ponto com "Trabalho da Cadeira X" ou "Trabalho da Cadeira Y". Não, isso não chega, porque isso não motiva! O que motiva, pelo menos a mim, é poder riscar pontos da minha lista de tarefas. E, para o fazer com mais frequência, os pontos da lista devem ser coisas pequenas, e não trabalhos completos. Por exemplo, dedicar uma lista a um dos trabalhos, em que os pontos seriam: introdução, conclusão, capítulo 1, procurar X, analisar Y, etc. Quanto mais "pequenas" forem as tarefas, mais rápido as podem riscar, que é a melhor parte!
Eu deixei de fazer as listas num só post it, e comecei a pôr os pontos separados em post its pequenos, como na fotografia ao lado. Deste modo, em vez de riscar pontos, retiro post its.



Dica 4: Um de cada vez

Para terminar, vai uma dica que, infelizmente, nem sempre é fácil de pôr em prática, que é: focar num trabalho de cada vez! Se nos focarmos em todos os trabalhos ao mesmo tempo, nunca mais fica nenhum terminado e parece que continuamos sempre com uma imensidão de coisas por fazer. Se formos fazendo um trabalho de cada vez, vamos pondo de lado as coisas feitas, e tudo parece que corre melhor, porque vemos coisas feitas a aparecer. Nem sempre as datas nos permitem isto, mas quando são trabalhos marcados no início do semestre e que são para entregar no final do mesmo, temos um semestre inteiro para fazer essa gestão. É só preciso organizar!


E vocês, como é que se organizam com as coisas do dia a dia ou trabalhos por fazer?

0 comentários

Seguidores